Observe como o vagão da perseverança desce

Observe como o vagão da perseverança desce

56 dias se passaram para a missão de março de 2020, que leva o persistente rover e o helicóptero da inovação até Marte, em seu destino. Mas depois de percorrer quase 470 milhões de quilômetros, a espaçonave terá que sobreviver ao estágio final de sua descida para chegar à superfície do Planeta Vermelho. E a NASA produziu animações para mostrar como serão esses momentos.

O vídeo resume o que acontece nos sete minutos que a espaçonave desacelera de cerca de 19.500 km / h na parte superior da atmosfera marciana para cerca de 3 km / h para pousar em uma área chamada Cratera de Jiezero. Essa sequência de manobras é conhecida como “Sete Minutos de Terror”, porque até que recebam a confirmação do pouso, os cientistas não têm nada a fazer a não ser torcer pelo melhor.

Fama na mídia

O Perseverance Chariot irá procurar por sinais de vida microbiana ancestral em Marte, coletar e armazenar rochas e casacos marcianos (pedras lascadas e poeira), caracterizar a geologia e o clima do planeta e abrir caminho para a exploração humana em nossos vizinhos. A missão foi lançada a bordo de um míssil Atlas 5 de Cabo Canaveral, Flórida, em 30 de julho deste ano. A chegada a Marte está prevista para 18 de fevereiro de 2021.

O Rover Perseverance terá um acesso problemático?

O principal problema com o planejamento de um pouso em Marte é que a atmosfera do planeta é muito mais fina do que a da Terra. Isso não oferece resistência à queda do rover em alta velocidade. Para diminuir a velocidade do carro e evitar que se transforme em uma torta no solo de Marte, é necessário combinar várias técnicas que são executadas com absoluta precisão.

READ  A estrela da Netflix queria um fim diferente para o mundo sombrio de Sabrina

Logo no início de sua entrada na atmosfera marciana, o rover é protegido por um escudo térmico de 4,5 metros de diâmetro, que deverá suportar temperaturas superiores a 1000 graus Celsius. Quatro minutos após o início da manobra, a uma altitude de cerca de 11 km, um paraquedas supersônico se abre com um diâmetro de 21 metros para reduzir ainda mais a velocidade.

O Perseverance libera um pára-quedas hipersônico de sua atmosfera enquanto desacelera antes de pousar. Foto: NASa / JPL-Caltech

Após cerca de 20 segundos, o escudo térmico é ejetado para que as câmeras e radares na parte inferior do rover possam ver bem o solo. O paraquedas permanece aberto até uma altura de cerca de 2 km quando destacado.

Fama na mídia

No entanto, o rover persistente, preso a uma plataforma, estava se movendo muito rapidamente. A penúltima etapa consiste no uso de mísseis retrógrados montados na plataforma para diminuir ainda mais a velocidade do veículo. A tecnologia é semelhante à usada pela SpaceX, que aciona os motores do foguete Falcon 9 para desacelerar antes de pousar.

Cerca de 12 segundos antes do toque, o estágio de pouso abaixa o rover sobre um conjunto de cabos de aproximadamente 6,4 metros de comprimento. Foto: NASa / JPL-Caltech

Quando a plataforma atinge uma altura de 20 metros do solo, ocorre a etapa final: ela flutua no ar, usando cabos para abaixar suavemente a embarcação até o solo. Uma vez lá, os cabos são cortados e a plataforma voa para longe.

O caminho da órbita à Terra leva sete minutos e deve ser feito de forma totalmente automatizada, sem nenhum contato com a Terra. Isso ocorre porque o sinal de rádio leva sete minutos para viajar da Terra a Marte e outros sete minutos para uma resposta. Ou seja, quando recebermos a informação de que a sonda iniciou sua descida, ela já estará na superfície de Marte.

Em busca de vida

Sua principal tarefa é analisar seu local de pouso, a cratera Jizero, em busca de sinais de que possa ter abrigado vida no passado. Há milhões de anos, era o delta de um rio.

READ  Veículo de Deckonink se irrita com Emirados e põe preço em João Almeida

Além de realizar as análises por conta própria, o Perseverance coletará amostras de solo marciano, que serão armazenadas em pequenos tubos e deixadas em locais específicos do planeta. Em 2026, uma nova missão, atualmente chamada de Mars Sample Return Mission, pousará em Marte, coletará amostras e as trará de volta à Terra.

O rover também testará novas tecnologias que facilitarão futuras missões tripuladas, como um novo sistema de pouso mais preciso, um helicóptero chamado Ingenuity, para monitoramento aéreo do planeta, e um instrumento chamado Moxie, que vai gerar oxigênio a partir do dióxido de carbono na atmosfera. Marciano. Uma versão em grande escala do Moxie, já em desenvolvimento, será uma parte importante da existência humana no planeta.

Através: Tempos de tecnologia

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

GIRONATV.COM É PARTICIPANTE DO PROGRAMA AMAZON SERVICES LLC ASSOCIATES, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE AFILIADO PROJETADO PARA FORNECER MEIOS PARA OS SITES GANHAREM TAXAS DE PUBLICIDADE EM E EM CONEXÃO COM AMAZON.COM. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.COM, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZÔNIA, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS PARA COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO, AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DE AMAZON.COM E DE SEUS VENDEDORES.
Giro na TV