Notas SIC | A NASA já decidiu quem os 18 astronautas irão à lua

Notas SIC |  A NASA já decidiu quem os 18 astronautas irão à lua

A NASA já escolheu os 18 astronautas – metade mulheres – que farão parte Time Artemis Para ir à lua em 2024 sob Mission Artemis.

uma mostrar Quarta-feira pelo vice-presidente Mike Pence e administrador da NASA Jim Bridenstein em Cabo Canaveral. A equipe tem muitos veteranos do espaço, mas também novas caras.

A primeira mulher e o próximo homem na lua

A astronauta da NASA Kate Robins exibe com orgulho uma próspera plantação de rabanete no habitat de coleta de alimentos da Unidade Colombo Européia da Estação Espacial Internacional.

Agência Espacial Europeia / NASA

Retorne à lua após cinco décadas

Quase ficou esquecido depois que a primeira etapa foi acionada, em 21 de julho de 1969, o entusiasmo pela lua parecia ter despertado novamente.

Cinco décadas depois, os Estados Unidos querem levar astronautas para lá novamente, incluindo desta vez mulheres, conforme as missões lunares públicas e privadas e os projetos de robótica espacial se multiplicam.

Mission ArtemisE a A irmã gêmea de Apolo e a deusa da caça e da lua na mitologia greco-romana, prevista para 2024, e a NASA quer que vários países cooperem na construção de uma pequena estação na órbita lunar a partir de 2023.

Artemis será o programa internacional de exploração espacial mais abrangente e diverso da história Os Acordos de Artemis Será o veículo para estabelecer esta cooperação global única. ” Administrador da NASA Jim Bridenstein.

“Acordos de Artemis” para enquadrar o próximo voo espacial

Sete países e a NASA assinaram em outubro o documento conhecido como “Acordos Artemis” para enquadrar legalmente a nova onda de missões para a lua, bem como outras estrelas. Mas as potências espaciais rivais não fazem parte do acordo.

Países signatários – Austrália, Canadá, Itália, Japão, Luxemburgo, Emirados Árabes Unidos e Reino Unido O acordo para estabelecer “zonas de segurança” – a parte mais polêmica.

Nem a China nem a Rússia fazem parte da Este acordo – aumentando o medo de algum tipo de “invasão do Velho Oeste” no espaço.

Ótimo O tratado internacional sobre o espaço data de 1967 Ele é menos franco sobre a exploração de recursos extraterrestres.

A NASA tem pressa em definir um sistema jurídico que autorize explicitamente as empresas privadas de exploração espacial. A russa Roscosmos considera o programa Artemis “centrado na América”, nas palavras de seu diretor, Dmitry Rogozin.

Princípios principais e controvérsia principal

Lista de acordos 10 princípios Como transparência das atividades, a capacidade de todos os sistemas funcionarem juntos, o compromisso de indexar todos os objetos espaciais, a assistência a um astronauta em perigo, o compartilhamento de dados científicos e o bom gerenciamento de detritos espaciais.

Mas mais Preocupações controversas sobre a criação de “zonas de segurança”Que visa proteger os países em suas atividades de exploração de um corpo astronômico, por exemplo, a extração de recursos como a água no pólo sul da lua.

Ou o Tratado de 1967 (que Você pode consultá-lo aqui Em português, bem como outros documentos relativos à lei espacial) qualquer Apreensão nacional com declaração de soberania, nem por uso nem por qualquer outro meio.

No entanto, a NASA usa outro artigo do tratado para justificar a criação de zonas de segurança, segundo as quais qualquer atividade que “cause transtornos prejudiciais” ao Estado explorador é proibida.

A missão de Artemis para retornar à lua

READ  5 dicas para aprender a usar o WhatsApp Business - Pequenas empresas Grandes empresas

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

GIRONATV.COM É PARTICIPANTE DO PROGRAMA AMAZON SERVICES LLC ASSOCIATES, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE AFILIADO PROJETADO PARA FORNECER MEIOS PARA OS SITES GANHAREM TAXAS DE PUBLICIDADE EM E EM CONEXÃO COM AMAZON.COM. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.COM, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZÔNIA, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS PARA COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO, AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DE AMAZON.COM E DE SEUS VENDEDORES.
Giro na TV