SpaceX. NASA quer colocar astronautas na estação espacial em maio

Se tudo correr conforme o planejado, a homenagem à transferência começará em 27 de maio com o modelo espacial Dragon II, uma cápsula espacial reutilizável, inteiramente produzida pela própria agência de Elon Musk, a Space X.

Com uma solução para levar astronautas americanos à Estação Espacial Internacional (ISS) por meio de foguetes Roscosmos Soyuz, o Congresso dos Estados Unidos teve que considerar o orçamento espacial e tomar decisões importantes.

Diante do desenvolvimento da tecnologia e com a crescente participação de empresas privadas neste campo, a NASA lançou um concurso público para o desenvolvimento de um veículo de transporte espacial com bandeira americana que acabaria definitivamente por contar com concorrentes espaciais. .

Uma corrida na casa dos milhões em que apenas duas empresas privadas conseguiram vencer: a Boeing, parceira da NASA por muitos anos, e a mais recente parceria com o Space X e os novos lançadores (Falcon X), que nos últimos anos conseguiu possível fornecer EHE

Três modelos, mas apenas um modelo para atingir os objetivos


A Boeing desenvolveu o modelo CT-100 Starliner, que consiste em uma cápsula feita para este programa Desenvolvimento de tripulação comercial NASA (CCDev). Seu principal objetivo é transportar a tripulação para a EEI e futuras estações espaciais privadas, como a estação espacial comercial para o espaço BigelowTambém foi proposto pela mesma empresa.

Do Space X veio o Dragon II, um modelo também baseado em uma cápsula com o mesmo propósito principal da Boeing – transportar astronautas para o EEI. Além deste propósito principal, o segundo dragão No futuro, de acordo com a financeira, irá trabalhar para transportar humanos com o objetivo de futura exploração turística no espaço, criando uma estação espacial chamada Axiom.

Mas não pense que a NASA está esperando por essas duas empresas à toa, já que a agência norte-americana também tem um projeto próprio co-financiado com dinheiro público, chamado Orion.

Embora este modelo seja completamente idêntico aos projetos privados, a Orion desenvolverá uma espaçonave, do tipo cápsula, para exploração humana do espaço profundo, projetada para transportar astronautas à Lua, Marte e asteróides.

Este modelo é baseado no antigo Orion Crew. Veículo de exploração, do programa Constellation cancelado. Dividida em duas partes, a unidade de acionamento é construída pela Lockheed Martin e unidade de serviço fornecida pela Agência Espacial Europeia pela Airbus Defence and Space.
“Dragon” (especial) leva os humanos ao espaço

A volta dos voos tripulados pela NASA está prevista para 27 de maio. Um voo há muito esperado, mas de sabor doce, pois este voo espacial será realizado por uma empresa privada.

Este modelo do Space X foi batizado de Dragon II, uma adaptação do primeiro modelo (Dragon) que agora suporta a possibilidade de trazer humanos para a órbita terrestre.

Após seis anos de desenvolvimento, bem como muitos altos e baixos ao longo do caminho, a cápsula está finalmente pronta para transportar seus primeiros passageiros: Astronauta da NASA Doug Hurley, como líder da Dragon 2 e o astronauta da NASA Bob Behnken, que servirá como comandante de operações conjuntas.

O feito do Space X é uma resposta aparente às capacidades de Elon Musk no terreno, afirma Miguel Gonçalves, locutor de ciência e apresentador de “A Última Fronteira” da RTP, embora a NASA tenha apostado e investido financeiramente na rival Boeing.

“Eu investi muito mais dinheiro no Starliner da Boeing do que no Space X, fazendo exatamente a mesma coisa que o Starliner faz, e depois de testar os dois veículos, ficou claro que eles venceram a corrida.”

Após os ônibus espaciais de volta às cápsulas espaciais

Qualquer pessoa que conheça a história e o desenvolvimento da aventura espacial humana pode se perguntar por que voltamos ao sistema usado no início da exploração espacial: as cápsulas.


Na verdade, é um simples retrocesso ao passado, mas agora com tecnologias totalmente desenvolvidas e testadas para a segurança dos astronautas.

Se nos programas Mercury e Apollo, esse sistema de transporte e viagens foi desenhado em um período de grande estresse, já que americanos e russos disputavam uma vaga no Plataforma Este assunto está desatualizado, gerando preocupações com o bem-estar e a reutilização desses sistemas.

Embora o programa do ônibus espacial tenha se mostrado inovador, certamente também mostrou algumas fraquezas, algumas das quais tiveram consequências trágicas, como os bombardeios Desafiador (1986) e fazer Colômbia (2003).

E se o sistema legado continuar sendo o mais eficaz e seguro, esses comentários são bem-vindos.

“Obviamente estamos todos poluídos e bem poluídos pela ficção científica”, diz Miguel Gonçalves. Os aviões espaciais, que têm caminhos diários entre a Terra e a Lua ou Marte, ainda são fruto da nossa imaginação. (…) As cápsulas agora redesenhadas são muito superiores às da era Apollo. ”

O que os engenheiros fizeram agora é pegar esses modelos e adaptá-los à nova realidade, porque a ficção científica sobrevive a partir das grandes produções cinematográficas.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

GIRONATV.COM É PARTICIPANTE DO PROGRAMA AMAZON SERVICES LLC ASSOCIATES, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE AFILIADO PROJETADO PARA FORNECER MEIOS PARA OS SITES GANHAREM TAXAS DE PUBLICIDADE EM E EM CONEXÃO COM AMAZON.COM. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.COM, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZÔNIA, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS PARA COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO, AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DE AMAZON.COM E DE SEUS VENDEDORES.
Giro na TV