Poder espacial. Trump deu à luz o Sexto Ramo Militar

Depois do presidente John F. Kennedy, em 1962, Depois de abrir as portas para a presença humana na Lua, outro presidente dos Estados Unidos também busca inscrever o nome nas páginas da história da exploração espacial.

Donald Trump assinou a Diretriz de Política Espacial 4 (SPD-4) na terça-feira, para dar a ordem para o Pentágono criar Poder espacial Como o sexto braço das Forças Armadas dos Estados Unidos, junto com o Exército, a Marinha e a Força Aérea, fuzileiros navais E guarda costeira.

Foto da Reuters: Jim Young

Poder espacial. O que vai acontecer?
De acordo com a Casa Branca, o objetivo principal deste novo ramo militar é garantir e expandir o domínio americano além da Terra. Uma ideia contestada por várias partes. Há até potencial de liderança, pois cabe ao Congresso aprovar qualquer novo ramo militar.

Laura Grego, pesquisadora e cientista do Programa de Segurança Global da Union of Concerned Scholars, disse em um comunicado divulgado na quarta-feira: “O presidente Trump está aproveitando o espaço como um novo campo de combate. O espaço é importante para os militares, isso mesmo, mas militarmente falando, apenas uma pequena fração desse campo acontece lá.”.

Em 2007, a China lançou um míssil e desmontou um de seus satélites inativos. Em 2014, a Rússia colocou em órbita um robô autônomo capaz de aderir a satélites.

“Oitenta por cento dos 2.000 satélites são civis e fornecem serviços de comunicações e econômicos importantes para o bem-estar da humanidade”, acrescenta o pesquisador.

“Precisamos prestar atenção ao espaço. Se concentrar o poder em uma força espacial cria um incentivo para as nações construírem armas espaciais que aumentam a probabilidade de conflito, isso seria uma idéia muito ruim.”

Se para alguns essa ideia é tão ilógica quanto construir um muro perto das fronteiras, ela faz todo o sentido para outros.

READ  O sucessor de Roy Almeida à frente de Gilles Vicente já é conhecido

A Rússia e a China são os dois maiores competidores espaciais dos Estados Unidos, bem como potenciais ameaças militares.

Em 2007, por exemplo, A China lançou um míssil, que atingiu cerca de 650 km, em um vôo visando um satélite inativo. O teste foi bem-sucedido – confirmado por várias estações de monitoramento, incluindo o NORAD.

Em um evento semelhante em 2014, um pedaço de suposto lixo espacial russo chamado Object 2014-E28 se tornou um robô autônomo capaz de se agarrar a satélites.

Em 2018, o vice-presidente dos Estados Unidos Mike Pence disse em um de seus discursos que a China está investindo em mísseis hipersônicos capazes de escapar da descoberta de satélites americanos. Por sua vez, o presidente russo, Vladimir Putin, disse: Ele afirmou ter um míssil invencível disponível (s Avangard), Que viaja 20 vezes mais rápido que o som.

Os fatos que fazem o governo Trump querer acelerar a criação de uma nova força de segurança de exoplanetas.


Manutenção de satélites
Ainda não temos naves militares com forças patrulhando no espaço ou esperando por invasores potenciais de fora da Terra, Também sugeriu os argumentos de vários filmes de ficção científica ao longo dos anos.

uma Poder espacial Pretende, por enquanto, concentrar-se na segurança nacional e na preservação de satélites e veículos de comunicação e vigilância internacionais.

Imediatamente após o anúncio de Mike Pence em agosto, o Pentágono divulgou um relatório detalhando algumas das ações imediatas que o Departamento de Defesa tomou.

  • Estabelecendo a Agência de Desenvolvimento Espacial para desenvolver e testar capacidades nacionais novas e aprimoradas para segurança e tecnologia espacial;
  • Criação da Força de Operações Espaciais, que pretende ser um grupo de especialistas de todas as forças armadas;
  • Crie o Comando Espacial dos EUA com comando de alto escalão.
READ  NASA compra poeira lunar, Regolith, por US $ 1

Estes são os três componentes que irão compor Poder espacial.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

GIRONATV.COM É PARTICIPANTE DO PROGRAMA AMAZON SERVICES LLC ASSOCIATES, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE AFILIADO PROJETADO PARA FORNECER MEIOS PARA OS SITES GANHAREM TAXAS DE PUBLICIDADE EM E EM CONEXÃO COM AMAZON.COM. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.COM, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZÔNIA, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS PARA COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO, AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DE AMAZON.COM E DE SEUS VENDEDORES.
Giro na TV