Ninguém se separa do mundo e joga futebol nesta bolha – o observador

Ninguém se separa do mundo e joga futebol nesta bolha – o observador

“A partida é quatro a quatro. Mas traga reforços.” A primeira mensagem que ele deu Bolha do futebol Deixa algumas perguntas no ar: Reforços? mas por que? O jogo é muito cansativo? Ou é perigoso?

Para a partida-teste que daria origem a este relato, não oito amigos, mas 11 homens e mulheres, todos prontos para experimentar um esporte que se traduziu em letra, explicam o conceito: jogar futebol, apenas dentro de bolhas infláveis.

O campo é pequeno e erros podem ser cometidos sem lesões e sem goleiros. Aparentemente, tudo está controlado. Ou pelo menos até que estejam todos prontos.

“Como você usa isso?” “Mas tem certeza de que podemos caber aí? Só para evitar o constrangimento …” “Podemos ver o estádio e os jogadores?” É ouvido no campo de futebol Pé Aéreo, Perto do Aeroporto de Lisboa (um dos locais onde se realizam os Jogos).

Para vestir-se, vista-se inserindo literalmente a bolha, esticando os braços e usando-os como se fossem uma mochila, com as alças apoiadas nos ombros. Quanto aos tamanhos sim, todos cabem: existem medidas S, M, XL. Mesmo os mais pequenos podem experimentar a partir dos oito anos. E quando se trata de ver, é fundamental ‘saber espreitar’.

Embora rebatidas sejam permitidas, existem regras a seguir no Bubble Football. Nunca deixe de agarrar as alças que prendem a bolha que é a barra principal. (Imagem: Bernardo Reese)

Antes que o apito inicial soe, as regras:

“A entrada no estádio não é permitida sem Bola de bolhaOu tire-o durante o jogo. Não são permitidos fios, brincos, anéis, relógios ou qualquer coisa afiada. Não tire as mãos das alças e mantenha os cintos apertados. Os impactos de costas não valem a pena. Dentro da bolha, eles podem bater, pular e virar em total segurança. A bolha está preparada para mitigar todos os efeitos. Como costumávamos dizer, é mais perigoso para uma bolha do que para nós ”, explica Ines Pereira e Anna Cabral, responsáveis ​​pela Bubble Futebol Lisboa, uma das empresas promotoras da modalidade.

READ  O projeto Alentejo Green Business Innovation terminou. Assista ao vídeo da sessão de encerramento

Três equipes foram formadas. O tempo médio de comutação é de dez minutos, a cada cinco minutos.

A primeira sensação é que os pés não podem ser vistos – como se tivessem ganhado alguns quilos a mais – e, ao mesmo tempo, tudo está tão perto, sabendo que você não pode chegar aonde quer. está sendo. Chegar à bola é um dos maiores desafios, depois do qual você pode ficar em pé por mais alguns segundos.

Em cinco minutos (ou menos), alguém pode já ter pedido ajuda. Não porque não me sinta seguro, muito pelo contrário, mas pelo esforço exigido ao dar de cara com uma bolha gigante, ao mesmo tempo que a ação de “cair e subir” se repete indefinidamente.

12669626_1704733336430576_4196702948258274719_n

Dez minutos depois de jogar, ele poderia ter sete. (Imagem: Bernardo Reese)

É aqui que você pode ver por que precisa trazer reforços (muitos, se possível). Mesmo o mais positivo, para quem cair e se levantar em outras situações é sinal de aprendizado, ele tropeça. O jogo é intenso, mas divertido e viciante.

O objetivo do Bubble Football é o mesmo do jogo de futebol tradicional: coloque a bola no gol do adversário e faça um gol. Porém, em algum momento, o objetivo principal da maioria dos jogadores é eliminar o mais próximo – se possível, sem ser do mesmo time.

Corrida de balanço, solavancos leves e eficazes e outros (99 por cento) são fortes e capazes de fazer o alvo virar ou ficar nas mãos por alguns segundos. Não há como resistir.

_DSC0383

As bolas não são tão leves quanto se imaginava, o que dificulta a corrida e a tentativa de afastar a bola do adversário. (Imagem: Bernardo Reese)

À medida que o jogo continua, a quantidade de risos faz com que os conselhos dos árbitros Ines e Anna se percam em ecos. Porém, ao longe, você ouve: “Não seja bonzinho! Levante-se, eles estão ganhando terreno.” Nesse momento, tudo o que importa é recuperar o fôlego para conciliar a sensação de cansaço com a vontade de continuar jogando para não parar de rir. “As pessoas acabam fazendo do esporte uma festa”, resumiram os dirigentes.

READ  Secretário do Tesouro dos EUA nega tentativa de bloquear ação de Biden

Quem joga futebol no fim de semana consegue admitir que “cansa, cansa gravemente. Mas vale a pena”. O mais cético pergunta: “Devemos fazer isso de novo, por favor?”

_DSC0336

O jogo permite que você experimente inúmeras “acrobacias”. (Imagem: Bernardo Reese)

O Bubble Football surgiu em 2011 na Dinamarca, após Christian Minnich aceitar o desafio de uma emissora de TV de organizar um jogo de futebol com bolhas infláveis ​​como protagonistas. Depois que o jogo foi transmitido no canal, o YouTube tentou espalhar a mensagem além da fronteira, e a curiosidade sobre a experiência fez com que outros países pudessem participar.

Apesar de Portugal praticar desporto pontualmente, noutros países existe um torneio com muitas equipas que treinam diariamente. Mas isto pode estar a mudar: em 2016, está prevista a arrancada de um departamento de método nacional em território português para participar no Campeonato do Mundo de Bubble Soccer que se realiza em novembro na Tailândia.

Portugal tem mais de uma empresa desenvolvendo atividades de futebol de bolha, e há também Associação Isto representa IBFA – Federação Internacional de Bubble Football.

No caso de lisboa Bolha do futebol, Os jogos são organizados para grupos e finalidades distintas: empresas, amigos que não arrecadam cafeterias, grupos de trabalho, ex-colegas de faculdade, despedidas de solteiro, aniversários e surpresas.

12647267_1704732963097280_7423702627921524743_n

Na página da empresa encontram-se vídeos que mostram o entusiasmo dos participantes, sejam eles filhos ou colegas Equipe de construção. (Imagem: Bernardo Reese)

“As crianças chegam muito animadas e animadas para fazer esta atividade e adoram. Quando estão em grupos com mulheres, ficam um pouco mais assustadas e não sabem o que esperar. Em grupos principalmente de homens, elas vão primeiro com o objetivo de tentar fazer jogadas de futebol, então percebem que não funciona. Esquecem-se basicamente que é uma bola. Passam o jogo a bater-se e a fazer acrobacias com a bolha ”, afirmam Inês e Ana.

READ  O iPhone iOS 14.2 está consumindo bateria de maneira incomum

Em última análise, ninguém se lembra dos objetivos ou exige o resultado. Lembranças, só as relacionadas com quedas e colisões, num jogo que faltam, só as que estão em bom estado. E para memória futura, o Bolha do futebol Isso torna a gravação de fotos e vídeos gratuita para todos os grupos participantes, sujeito a permissão.

Substantivo: Bolha do futebol
preço: € 11 por pessoa (1 hora, de 10 a 13 participantes); € 150 para grupos com um mínimo de 14 jogadores; € 130 para festas de aniversário para crianças dos 8 aos 12 anos
Adoçado: Estádios definidos pelo jogo e pela equipe
Duração: 1 hora
Requisitos: São necessários no mínimo 10 jogadores e no máximo oito anos
Reservas: através de O site de rede social Facebook, Aja LocalOu envie um e-mail para [email protected] ou telefone 96566 5092

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

GIRONATV.COM É PARTICIPANTE DO PROGRAMA AMAZON SERVICES LLC ASSOCIATES, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE AFILIADO PROJETADO PARA FORNECER MEIOS PARA OS SITES GANHAREM TAXAS DE PUBLICIDADE EM E EM CONEXÃO COM AMAZON.COM. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.COM, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZÔNIA, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS PARA COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO, AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DE AMAZON.COM E DE SEUS VENDEDORES.
Giro na TV