‘Não há evento seguro neste formato’: Aviso sobre a festa de Neymar que virou notícia internacional

‘Não há evento seguro neste formato’: Aviso sobre a festa de Neymar que virou notícia internacional
  • Vinaceous Lemos
  • BBC News Brasil em São Paulo

Legenda da foto,

Segundo a mídia esportiva, festa de Natal de Neymar deve reunir 150 pessoas

Os dias de festa de fim de ano devem continuar e reunir pessoas de diferentes áreas. Em meio à pandemia de Kovid-19, um incidente liderado pelo jogador Neymar foi relatado esta semana. Esse fato repercutiu em diversos países e foi alvo de duras críticas nas redes.

Para especialistas que já ouviram a BBC News Brasil, festas como o atacante do Paris Saint-Germain podem ser consideradas eventos de “superdifusão” do coronavírus, pois envolvem muitas pessoas em um ambiente fechado.

“Não existe um protocolo de segurança que permita esse tipo de festa. Todos os protocolos, como o uso de máscaras e distância de dois metros, são válidos para pequenos encontros de quatro ou cinco pessoas”, alerta a microbiologista Natalia Pasternak. Instituto de Ciências.

De acordo com o colunista do O Globo, Anselmo Gois, o evento do Neymar começou nesta sexta-feira (25) e vai até o início do ano. A cerimônia será realizada em um prédio em Mangaratiba, na região da Costa Verde do Rio de Janeiro, disse o jornalista.

Segundo Gois, o atleta comprou um cabide para deficientes em uma fazenda para receber convidados de vários lugares.

De acordo com reportagens sobre o assunto, o incidente ocorreu em uma espécie de boate com proteção sonora criada pelo jogador no anexo do prédio para que o barulho não incomodasse os vizinhos. Diferentes atrações musicais devem ser realizadas no palco.

O colunista Anselmo Gois informou que devem haver cerca de 500 convidados para este evento. Mas, de acordo com publicação da entidade responsável pela festa, deverão estar “cerca de 150 pessoas” na cerimónia.

Independentemente do número de convidados, os especialistas são unânimes: tais eventos não deveriam acontecer no momento.

“Não há como festas nesse formato ficarem seguras durante uma epidemia. Essa não é a única alternativa que consigo pensar em eventos como esse”, disse Cristovam Barcellos, sanatório da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

A assessoria de imprensa de Neymar negou que ele tenha organizado as comemorações do Ano Novo. Em suas redes sociais, o atleta não comentou o caso.

‘Superdisseminador’

Assim como a festa de Neymar, são inúmeras as festas em meio à epidemia em todo o país. Nas redes sociais, fotos de comemorações se tornaram onipresentes em todo o país.

Existem partes que afirmam estar seguindo todos os protocolos exigidos. No entanto, especialistas afirmam que nenhuma medida pode ser tomada para conter o vírus quando as pessoas estão lotadas e sem máscaras.

“É muito difícil fazer festas como o final do ano, em que as pessoas mantêm uma distância de dois metros entre si e todos usam máscaras adequadamente e as retiram apenas para comer ou beber”, disse o epidemiologista Marcio Somer Bittencourt, pesquisador do Centro de Pesquisas Clínicas e Epidemiológicas da USP.

“A poluição ocorre pelo contato próximo, principalmente quando a pessoa está sem máscara. Quanto mais gente em um local, maior o risco de contaminação. Não há como garantir que não haverá poluição em um ambiente fechado. Por muito tempo, sem distância suficiente”, acrescenta Bitten‌court.

Legenda da foto,

Os especialistas consideram os eventos que ocorrem com a maioria das pessoas e em ambientes fechados como “superdispersores” do coronavírus.

Conforme relatado no caso de Neymar por transmitir Coyd-19, os incidentes com dezenas de pessoas foram muito perigosos.

“Essa festa do Neymar parece ser contra todas as medidas de combate ao vírus. É um espaço fechado, um pouco irreal e muito lotado. E as pessoas bebem, então, naturalmente, têm que usar máscaras”, disse Barcelona.

Definidos como “superdispersores”, esses bairros fechados e congestionados foram fechados pela primeira vez na maioria dos países no início da epidemia para fazer frente ao aumento dos casos de Kovid-19.

Nesses locais, se alguém tiver o vírus – com ou sem sintomas – pode infectar outras pessoas rapidamente e iniciar uma cadeia de transmissão em grande escala. “Por exemplo, se houver uma pessoa que é ‘superdivulgadora’, ela contagiará cerca de 15 pessoas lá, como ele observou em outros incidentes”, explicou Natalia Pasternak.

“Em um ambiente fechado, o vírus pode circular no ar condicionado e aumentar ainda mais a transmissão. Essa é uma condição irreversível”, acrescenta o microbiologista.

Além dos prejuízos aos convidados e trabalhadores da festa, especialistas acreditam que esses eventos podem levar a muitas mortes que nem sequer estão presentes na cerimônia. “Uma pessoa infectada em uma festa pode infectar sua própria família com o vírus. Isso é um risco, principalmente para os idosos e aqueles com doenças pré-existentes”, comentou Barcellos.

“Em todo o mundo, há eventos festivos que criaram mais de 100 caixas de Kovid-19”, acrescenta o especialista.

“Essa pessoa vai para a festa, e então sua vida continua, porque ela pode não sentir nada. Nos próximos dias, todos que moram com ela estão em perigo. A pessoa pode pegar, então visitar o pai, mandar ele, que vai atravessar, a mãe e alguém vão morrer”, opinou Bitten‌court. .

Teste de Convidado

Em muitos casos, durante a epidemia, para realizar equações, para realizar testes para descobrir se uma pessoa tem Kovid-19. No entanto, especialistas alertam que a medida não garante a ausência de novos hóspedes infectados pelo coronavírus.

“Não existe nenhum teste que elimine a possibilidade de você contrair o vírus Kovid-19 com 100% de segurança”, disse o Dr. Alexandre Naim, chefe de Infectologia da Universal Estaddular Polista (UNESP), em Botacat (SP).

O teste mais preciso para o Kovid-19 é o RT-PCR, que deve ser coletado entre três e cinco dias após o início dos sintomas. “Tem uma sensibilidade entre 70% e 80%. Ou seja, mesmo o melhor teste tem um falso negativo de 20% a 30%, no qual a pessoa se infecta e o teste falha em detectar o vírus”, explica Nyme. A porcentagem de erro aumenta quando a pessoa está assintomática.

Outros testes são menos seguros. “Os sorológicos não são indicados para detectar a infecção covídea ativa porque existe a possibilidade de falso negativo (maior que 50% ou mais) devido à janela imunológica, este período leva de oito a 14 dias para que os anticorpos apareçam no sangue. Após os primeiros sintomas”, disse o oncologista.

Nyme acredita que não há nenhum teste de laboratório que possa garantir totalmente que uma pessoa não está infectada com o novo coronavírus. “Testes negativos para Kovid-19, principalmente em pacientes assintomáticos, não descartam infecção ativa e transmissão do vírus. Portanto, não é apropriado realizar testes com a intenção de promover encontros com familiares ou amigos, por total falta de segurança”, declara o médico.

Portanto, a melhor forma de prevenção do Kovid-19 é usar máscara, higienizar as mãos, ficar em casa sempre que possível, evitar congestionamentos e adotar uma distância de um a dois metros de pessoas que moram fora do país. A atmosfera da sua casa.

Se você deseja se relacionar com a família ou amigos, o conselho para evitar a disseminação do Kovid-19 é isolar-se com 14 dias de antecedência. “E quem vai a uma festa com alguém do seu ambiente familiar, ao mesmo tempo deve se isolar para não contaminar outras pessoas”, orienta o infologista.

Festa Neymar

A CNN Brasil informa que o partido Neymar, que enfrentou o cenário da pandemia Kovid-19, gerou descontentamento entre os moradores de Mangaratiba. Uma funcionária do condomínio onde ocorreu o evento disse à emissora de televisão que o evento havia mudado o local porque as pessoas iam e vinham de vez em quando.

Segundo a CNN Brasil, um consultor da banda “Wow Pro Sereno” confirmou a atuação do jogador no programa.

Na imprensa internacional, diante do recente aumento de casos Kovid-19 no Brasil, tem sido sugerido na imprensa internacional que o jogador fará a promoção da festa em um momento em que os especialistas desestimulam as comunidades.

Na capital, Rio de Janeiro, por exemplo, a Prefeitura fechou toda a divisa da cidade na virada para evitar congestionamentos. O estado sofre com o aumento de casos e mortes por coronavírus, o sistema de saúde está sobrecarregado e não há leitos para pacientes graves.

Em nota à BBC News Brasil, a Prefeitura de Mangaratiba disse estar aconselhando pessoas fora do cotidiano a celebrar as comemorações anuais sem congestionamento e usando máscaras e álcool gel.

Em relação ao incidente de Neymar, o Município argumenta que “a situação não pode ser considerada porque” não tem capacidade legal para legislar sobre os eventos privados que ocorrem em residências privadas.

“A tendência da Prefeitura, caso as comemorações anuais sejam realizadas em propriedade privada, é prevenir protocolos preventivos contra a COVID, como a falta de complexos, uso regular de álcool gel, limpeza obrigatória do espaço e uso obrigatório de máscaras, além de reforço de proteção para idosos” Diz uma nota.

Legenda da foto,

O Brasil já registrou 191.000 mortes até Kovid-19 este ano

Uma empresa chamada Agoncia Fabrica informou no seu perfil do Instagram que é responsável pelas celebrações do Ano Novo na zona da Costa Verde que “recebem cerca de 150 pessoas”. A empresa não citou o nome do jogador, mas a maioria dos veículos logo ligou o atleta ao esclarecimento, por se tratar de um anúncio na mesma área e sem relatar qualquer incidente.

De acordo com a nota da agência, a festa é privada, “não há entrada e venda de ingressos exclusivos para convidados”.

A empresa informou que o programa será operado “com licenças de empresas competentes exigidas para sua execução”.

Segundo a agência, a cerimônia atende a todas as normas de saúde estabelecidas pelos órgãos públicos. No entanto, o texto não especifica quais organizações autorizam o partido, quais regulamentos ele se refere, ou sobre a eficácia dessas medidas para prevenir a disseminação do Kovid-19.

Para a cientista Natalia Pasternak, quando não há medida que garanta a segurança de hóspedes e trabalhadores, é imprescindível que as festas sejam banidas durante a epidemia. “O entretenimento foi paralisado. A economia como um todo foi paralisada. Esses partidos, como Neymar, não têm justificativa. A indústria do entretenimento, que está sofrendo com a situação atual, precisa de políticas públicas adequadas para este período, mas nada pode justificar colocar em risco a vida das pessoas porque um setor da economia foi prejudicado”, disse ele. Disse.

“Essa é uma forma de ganhar dinheiro para esses trabalhadores para que eles deixem um testamento para seus filhos órfãos. É mesmo?”, Questiona a especialista.

Você já viu nossos novos vídeos Youtube? Inscreva-se no nosso canal!

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

GIRONATV.COM É PARTICIPANTE DO PROGRAMA AMAZON SERVICES LLC ASSOCIATES, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE AFILIADO PROJETADO PARA FORNECER MEIOS PARA OS SITES GANHAREM TAXAS DE PUBLICIDADE EM E EM CONEXÃO COM AMAZON.COM. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.COM, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZÔNIA, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS PARA COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO, AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DE AMAZON.COM E DE SEUS VENDEDORES.
Giro na TV