Escape: este é o pior filme da Netflix

Escape: este é o pior filme da Netflix

Desde o lançamento de seu primeiro filme original em 2015, a Netflix investiu bilhões de dólares na produção de incontáveis ​​recursos que entraram no mercado cinematográfico e ganharam indicações ao Oscar.

No entanto, nem todos os projetos têm o mesmo nível de qualidade. Alguns filmes da Netflix foram lançados de forma unânime pelo público e pela crítica.

Mas, afinal, quais são os piores originais do Netflix? Esses produtos que definitivamente não valem a pena ver.

Confira abaixo!

Ajustes ao trabalho de Stephen King tornaram-se populares e a Netflix produziu um dos piores deles em 2019. Campo do Fear apresenta Patrick Wilson, de Invocação do Mal, como o herói, segundo críticos e fãs de “desperdiçar uma história promissora de Stephen King”

O filme tem uma direção muito pobre, uma história chata e enormes buracos de texto. Campo do Fear conta a história de dois irmãos que tentam resgatar uma criança de um gramado alto, sem perceber que algo sinistro se esconde em suas fileiras. Para piorar as coisas, o clímax do filme é completamente decepcionante e o final deixou muita gente decepcionada.

Step Sisters é uma comédia simples que acaba se envolvendo em uma polêmica sobre um dos temas mais polêmicos da atualidade: a apropriação cultural.

O filme conta a história de uma bela presidente de uma irmandade negra, que tem a tarefa desafiadora de ensinar meninas de associações de mulheres brancas a dançar para participar de uma competição de caridade. Imediatamente após o lançamento do primeiro trailer, Step Sister recebeu inúmeras críticas nas redes sociais, principalmente pela premissa do filme de trazer garotas brancas de uma cultura predominantemente negra.

READ  A temperamental Kamala Harris que quebrou o molde

Hollywood já deveria ter entendido que adaptar a animação ao cinema é uma tarefa difícil, que deve ser feita com muito cuidado e respeito pela obra original. Death Note tem enfrentado críticas desde que sua produção foi anunciada.

Os produtores do filme não pareciam entender o que fazia de Death Note uma das animações mais influentes de todos os tempos, e eles investiram em uma história americana que ignora alguns dos aspectos mais importantes do trabalho original. A única coisa que salva o Death Note é o poderoso retrato de Willem Dafoe como Ryuku shinigami.

Ninguém esperava uma grande peça cinematográfica de um quadrinho ocidental produzido e estrelado por Adam Sandler, mas The 6 Ridiculous deveria ser tão ruim assim? O filme é uma série insuportável das piadas mais chatas já escritas, e basicamente não tem um momento de recuperação.

Felizmente, os lançamentos mais recentes de Adam Sandler, como Mystery in the Mediterranean e Hubie’s Halloween, parecem ter pelo menos restaurado parte do inegável talento cômico do ator.

À venda Esta casa é considerada o pior filme de terror que a Netflix já produziu. Lançado em 2018 no auge do sucesso de Dylan Minette em 13 motivos, o recurso conta a história de uma família que se muda para uma casa à venda e começa a suspeitar que algo estranho está acontecendo lá.

O recurso há muito é visto como a pior produção original da Netflix, graças ao seu enredo risível, sustos previsíveis e personagens extremamente ingênuos. Até o momento, o filme tem apenas 12% de aprovação no Rotten Tomatoes.

READ  Business Bahia olha para trás e lança campanha para GACC

Estrelado por Kat Graham (The Vampire Diaries), Theo James (Divergente) e Forrest Whittaker (Black Panther), este filme pós-apocalíptico falha em vários níveis diferentes. A edição e os efeitos especiais têm sido alguns dos aspectos mais criticados, mas o clichê e a história estranha não são exceção.

O filme segue Theo James enquanto ele tenta encontrar sua namorada grávida em um cenário de destruição. Com apenas 17% de aprovação no Rotten Tomatoes, o que deveria ser um grande lançamento rapidamente se tornou apenas mais um “lançamento” no catálogo da Netflix.

Secret Obsession é a prova de que até mesmo filmes ruins podem garantir grandes audiências para plataformas como a Netflix.

Embora tenha sido um dos filmes mais assistidos da Netflix em 2019, Secret Obsession foi lançado por unanimidade por fãs e críticos. Estrelado por Brenda Song, o longa tem como foco a história de Jennifer, uma mulher que acorda da perda de memória após um acidente traumático e depende da ajuda do marido para se recuperar.

No entanto, ela logo percebe que nada é o que parece e descobre grandes segredos. A principal crítica ao filme veio da previsibilidade dos enredos clichê.

Mesmo o elenco repleto de estrelas não conseguiu salvar Once Upon A Dream da ira dos críticos! A nova produção da Netflix é vista como um dos filmes de maior sucesso na plataforma, e alguns posts o descrevem como “um dos piores filmes do ano”.

O filme, estrelado por Amy Adams e Glenn Glow, é uma adaptação do livro biográfico Elegia do Caipira: Uma Família e uma Cultura em Crise (Elegia Caipira: Memórias de uma Família e uma Cultura em Crise) de J.D. Vance.

A principal crítica de Once in a Dream é que o diretor Ron Howard preferiu investir em personagens estereotipados e vulgares em vez de adaptar uma história interessante sobre o ciclo da pobreza nos Estados Unidos. No final, o que deveria ter sido um grande candidato ao Oscar acabou se tornando um negócio raso e superficial.

READ  Onde está o Netflix? Depois do Tudum, a empresa evitou o CCXP pela primeira vez em 7 anos

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

GIRONATV.COM É PARTICIPANTE DO PROGRAMA AMAZON SERVICES LLC ASSOCIATES, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE AFILIADO PROJETADO PARA FORNECER MEIOS PARA OS SITES GANHAREM TAXAS DE PUBLICIDADE EM E EM CONEXÃO COM AMAZON.COM. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.COM, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZÔNIA, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS PARA COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO, AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DE AMAZON.COM E DE SEUS VENDEDORES.
Giro na TV