É #fake que Joe Biden acusou um juiz da Suprema Corte de agressão sexual | Real ou falso

Uma mensagem se espalhou nas redes sociais dizendo que o presidente eleito dos EUA, Joe Biden, acusou injustamente o juiz Thomas Clarence, hoje na Suprema Corte, a mais alta corte do país, de cometer agressão sexual no passado. Falsa.

Imagem: G1

A carta falsa mostra uma foto do juiz, com a seguinte legenda: “Thomas Clarence, um homem honesto e honrado, foi difamado, insultado e acusado por Joe Biden em 1991 de agressão sexual, espancamento de sua esposa e sendo gay, ele é o homem que preside a Suprema Corte dos EUA que irá decidir sobre fraude eleitoral.”

O pano de fundo é a retórica do republicano Donald Trump de que o processo eleitoral no qual Biden declarou o vencedor foi fraudado. A falsa carta tem a intenção de induzir o leitor a acreditar que agora haverá um “acerto de contas” entre Clarence e Biden, já que Trump apelou à Suprema Corte em um esforço para obter uma recontagem.

No entanto, o democrata, membro do Senado desde 1987 e presidente do Comitê Judiciário do Senado desde então, não apresentou a denúncia pertinente, ocorrida em 1991. A autora era Anita Hill, advogada e professora.

Ela testemunhou na comissão – encarregada de realizar audiências antes da aprovação plena do Senado dos juízes federais nomeados pelo presidente dos Estados Unidos – contra Clarence, que foi então nomeado por George Bush (pai) para a Suprema Corte.

Anita disse que trabalhou com o juiz federal no governo Ronald Reagan e que ele a perseguiu em várias ocasiões, fez comentários inadequados, insultou-a e criou uma atmosfera insustentável para ela. A questão teve muitas ramificações, porque as discussões no comitê foram salpicadas com traços de racismo (tanto Clarence quanto Anita são negros), masculinidade e misoginia.

Portanto, Biden não estava relacionado com a denúncia contra o juiz, mas com a análise do que foi denunciado. À frente do comitê, ele acabou votando contra a confirmação do tribunal por Clarence. Foi uma decisão firme: 52 votos a favor do juiz e 48 contra.

Outra desinformação da mensagem que agora está sendo compartilhada é que Clarence é o presidente da Suprema Corte. Não está certo. Ele é um dos nove juízes que compõem o tribunal chefiado por John Roberts.

É #Fake que Joe Biden acusou um juiz da Suprema Corte de agressão sexual

É # FAKE que Joe Biden acusou a Suprema Corte de agressão sexual hoje – Foto: Parto

Vídeo: saiba como determinar se uma mensagem é falsa

Como determinar se a mensagem é falsa

Como determinar se a mensagem é falsa

  • Confira outras verificações que a equipe FATO ou FAKE fez

Verificar fatos ou outras falsidades

READ  A filha de Joe Biden descreveu em seu diário o abuso sexual cometido por seu pai durante sua infância?
More from Jaime Gonçalves

União Europeia convida Joe Biden para participar de cúpula em Bruxelas

© Agence France-Presse porJoão Francisco Guerrero é correspondente da TSF em Bruxelas...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *