Coronavírus: Países onde mais novos casos de variantes transmissíveis já foram descobertos

Coronavírus: Países onde mais novos casos de variantes transmissíveis já foram descobertos

Um trabalhador de saúde, usando uma roupa de proteção e máscara facial, segura um tubo de ensaio após limpar o nariz de um paciente em um local improvisado de teste de coronavírus (COVID-19) na Zenith Arena em Lille, França.  , 15 de outubro de 2020

Legenda da foto,

O Ministério da Saúde francês disse que o cidadão assintomático da Inglaterra teve um teste positivo

Espanha, França, Suíça e Suécia tornaram-se recentemente os últimos países do Reino Unido a diagnosticar casos de infecção por coronavírus altamente contagiosa.

As quatro infecções encontradas na Espanha – todas na capital Madrid – estão relacionadas a viagens recentes ao Reino Unido, disse Antonio Zapatero, vice-chefe regional de saúde. Três eram parentes do homem que partiu para o país nesta quinta-feira (24/12) e um quarto homem era outro homem, também de lá.

Ninguém estava gravemente doente e “não havia por que temer”, disse Zapatero. Ele disse que havia três outros casos suspeitos, embora os resultados dos testes não estivessem prontos até terça ou quarta-feira.

A notícia dos casos na Espanha veio poucas horas depois que a França confirmou seu primeiro paciente infectado com uma nova variante. O Ministério da Saúde francês disse em 19 de dezembro que um homem da cidade de Tours, em Londres, era cidadão francês. Segundo a pasta, ele está assintomático (sem sintomas) e sozinho em casa.

Por sua vez, a Suíça identificou três casos, dois deles de nacionalidade britânica no país. A Suíça é o único país da Europa que mantém suas pistas de esqui abertas para turistas durante as temporadas de Natal e Ano Novo e foi visitada por milhares de britânicos nas últimas semanas.

Na Suécia, a agência de saúde disse que um passageiro estava doente, mas estava isolado desde que o paciente voltou do Reino Unido.

Casos foram relatados anteriormente na Dinamarca, Alemanha, Itália, Holanda e Austrália. Na sexta-feira (25/12), o Japão confirmou cinco infecções entre passageiros que chegam do Reino Unido.

Detalhes fornecidos há uma semana sobre a nova variante levaram a restrições de viagens do Reino Unido para dezenas de países, incluindo o Brasil.

Os cientistas dizem que a espécie é muito mais prevalente do que as anteriores, mas não é mais perigosa para os infectados.

Saiba o que acontece com a nova variante

Legenda da foto,

Não há evidências de que a nova variante seja mais letal e as principais vacinas desenvolvidas nos últimos meses ainda não funcionaram.

A nova variante foi detectada pela primeira vez na Inglaterra em setembro e, nas últimas semanas, o número de infecções por Kovid-19 aumentou significativamente em Londres, leste e sudeste da Inglaterra.

Dois terços dos testados positivos nessas áreas podem ter contraído a nova variante, de acordo com o National Statistics Office (ONS) do Reino Unido, do IBGE britânico.

A nova variante chamou a atenção de especialistas por três motivos:

  • Ele está substituindo rapidamente outras versões do vírus
  • Mutações que afetam parte do vírus são provavelmente significativas
  • Em testes de laboratório, algumas dessas mutações aumentam a capacidade do vírus infectado nas células

Como resultado, o vírus se espalha com mais facilidade. No entanto, não há evidências de que a nova variante seja mais letal e as principais vacinas desenvolvidas nos últimos meses ainda não funcionaram.

Reação internacional

Mais de 40 países proibiram a entrada no Reino Unido no início deste mês.

Arábia Saudita, Omã e Kuwait foram além, fechando totalmente suas fronteiras por uma semana.

Na quarta-feira (23/12), o governo brasileiro decidiu pela proibição temporária de voos internacionais com origem ou viagem no Reino Unido. A proibição entrou em vigor nesta sexta-feira (25/12).

No início da semana, ele disse que o governo estava monitorando a situação, apesar da decisão de continuar voando.

Você já viu nossos novos vídeos Youtube? Inscreva-se no nosso canal!

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

GIRONATV.COM É PARTICIPANTE DO PROGRAMA AMAZON SERVICES LLC ASSOCIATES, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE AFILIADO PROJETADO PARA FORNECER MEIOS PARA OS SITES GANHAREM TAXAS DE PUBLICIDADE EM E EM CONEXÃO COM AMAZON.COM. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.COM, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZÔNIA, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS PARA COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO, AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DE AMAZON.COM E DE SEUS VENDEDORES.
Giro na TV