“Caldeirão do Huck” de sábado 19/10/2019, tem ‘Mandando Bem’ e mais

0
Na foto, Luciano Huck no "Caldeirão do Huck" (Crédito: Globo/Mauricio Fidalgo)

O “Caldeirão do Huck” deste sábado, 19 de outubro, desembarca em Sorocaba, no interior de São Paulo, para contar a história de Pedro e Fernanda, que são donos de uma empresa de pães caseiros. Antes de se casarem, Pedro era monitor de artes e, Fernanda, gerente de loja de roupas – hoje, eles são empreendedores e pais de Lucas, de 11 anos.

Logo após o casamento, Pedro foi diagnosticado com uma doença rara e autoimune, a miastenia gravis, que atinge os músculos do corpo. Por conta da doença, o casal decidiu sair da cidade-natal, Taquarituba, e empreender em Sorocaba, construindo a “Da Vovó Pães Caseiros”. Os pombinhos estarão no próximo Mandando Bem, veja um pouco da trajetória desses empreendedores.

“Foi um baque, porque quando soube da doença, era muito novo, tinha 20 anos, e meu filho tinha apenas alguns meses. Quando passava mal, ficava praticamente em estado vegetativo, pois não conseguia mexer o corpo. Era muito doloroso viver dessa maneira”, lembra Pedro.

Em 2009, Pedro e Fernanda haviam se mudado para Sorocaba com o filho recém-nascido. “Além de trabalhar como operário em uma indústria de borracha, vendia pão na rua. Por causa da doença, acabava caindo e passando mal. Daí meus pais levaram a gente de volta para Taquarituba”, diz o empreendedor. Um ano se passou, e Pedro foi internado em São Paulo.

“Fizemos muitos exames, e estava difícil de constatar a doença. Mas descobriram um fator psicossomático. E quando o médico falou isso para mim, pensei: ‘Deus me curou’. Desde esse dia, nunca mais tive nenhum sintoma, e continuei vendendo os pães na rua”, comenta.

Depois de descobrir que a miastenia gravis apresentava um fator psicossomático, Pedro entendeu que precisaria realizar um processo de recuperação alternativo. Isso porque os sintomas podem ser amenizados pelo equilíbrio emocional quando a doença é psicossomática. A partir daí, Pedro retornou à Sorocaba, ao lado de Fernanda e Lucas, para dar uma guinada em seu negócio de pães caseiros.

“Desde pequeno, creio muito em Deus. Se Deus me deixou viver hoje, é porque espera algo bom. Assim, nunca mais tive problema nenhum. Não sei explicar, dar um motivo. Tentei ser uma pessoa melhor, e ninguém é perfeito. Desde que falei que Deus tinha me curado nunca mais tive nenhuma crise”, conta ele.

E foi lá na cidade do interior de São Paulo que o Caldeirão do Huck encontrou o casal, que participa do Mandando Bem neste sábado, 19/10. Não perca a história de Pedro e Fernanda!

Deixe um comentário